CCUL promove ações educativas nas escolas no âmbito do projeto “Por um Coração Saudável”

O Centro Cardiovascular da Universidade de Lisboa (CCUL) promove, de forma voluntária, ações educativas nas escolas (3-18 anos), no âmbito do projeto “Por um Coração Saudável”. O objetivo é sensibilizar crianças e jovens a adotarem estilos de vida saudáveis ​​para prevenir doenças cardiovasculares. As atividades mantidas dependem da idade e podem incluir jogos educativos, histórias, materiais informativos, palestras e debates.

É um dos centros de investigação da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa. É constituído por 107 investigadores dos quais 30 são doutorados e 14 são alunos de doutoramento. Organizados em 13 Unidades de Investigação, têm como missão a compreensão dos processos da ciência cardiovascular na saúde e na doença: Unidade de Doença Coronária e Estrutural, liderada pelo Prof. Fausto Pinto; Unidade de Hipertensão Pulmonar e Doença Valvular, liderada pela Profª. Ana Almeida; Unidade de Cirurgia, Imagiologia e Biologia Vascular, liderada atualmente pelo Prof. Luís Mendes Pedro; Unidade de Cardiomiopatias e Insuficiência Cardíaca, liderada pela Profª. Dulce Brito; Unidade de Eletrofisiologia e Pacing, liderada atualmente pelo Dr. João de Sousa; Unidade de Paramiloidose, liderada pela Profª. Conceição Coutinho; Unidade de Disfunção Neuronal Cardiovascular e Hipertensão, liderada pelo Prof. José Braz Nogueira e Prof. Carlos Moreira; Unidade de Nefrologia, liderada pelo Prof. Edgar Almeida; Unidade de Função Autonómica Cardiovascular, liderada pela Profª. Isabel Rocha; Unidade de Cardio-oncologia liderada pela Profª. Manuela Fiuza; Unidade de Angiogénese, liderada pela Profª. Susana Constantino; Unidade de Reabilitação e Exercício Cardiovascular, liderada pela Profª. Ana Abreu e a Unidade Terapêutica e Farmacologia Cardiovascular, liderada pelo Prof. Daniel Caldeira.

Este ambiente de crescimento levou a que o CCUL fosse alvo de uma profunda reestruturação interna, surgindo agora com uma organização rejuvenescida. O Prof. Fausto Pinto mantém a presidência do CCUL, havendo agora uma Comissão Científica interna e externa (Advisory Board) e uma Comissão Executiva. Todos, em conjunto, asseguram o bom funcionamento de todas as Unidades de Investigação, numa interação dinâmica com várias Plataformas Científicas que são essenciais à execução do trabalho dos investigadores. Sustentado em três pilares: investigação clínica e de translação, formação pré- e pós-graduada e atividade clínica, o CCUL pretende reforçar a sua vertente de investigação fundamental, bem como de investigação clínica numa verdadeira atitude translacional. O CCUL está, neste momento, envolvido em dezenas de estudos, incluindo trinta e cinco estudos clínicos com outros centros internacionais e gere 3 projetos Horizonte 2020, sendo um centro que, pela inovação e relevância da sua investigação, tem conseguido atrair financiamento internacional e nacional. Tendo a Educação como um dos principais pilares, o CCUL investe em particular na formação pós-graduada. O Mestrado em Reabilitação Cardiovascular iniciado no corrente ano letivo e a aprovação dos Mestrados em Imagiologia Cardiovascular e em Investigação Clínica para 2020 são disso testemunho. Anualmente o CCUL organiza diferentes cursos de pós-graduação, sendo o curso em Cardio-oncologia, Focus on CTO e Hipertensão Pulmonar alguns exemplos. Mensalmente os investigadores CCUL partilham o seu trabalho e discutem novas ideias, numa perspetiva multidisciplinar, nas chamadas conferências Cardiovascular Lunch Break.

Com o objetivo de envolver a sociedade, o CCUL criou um projeto educativo For a Healthy Heart. Este projeto foi criado em Outubro de 2018, e tem como missão visitar mensalmente uma escola (3-18 anos) e transmitir hábitos de vida saudável, de forma a prevenir doenças cardiovasculares. No âmbito deste projeto, o CCUL obteve financiamento para melhor promover a Saúde Cardiovascular, através do Concurso Comunicar Saúde da Ciência Viva. O objetivo deste financiamento é desenvolver ferramentas de comunicação pedagógicas inovadoras, que cativem os mais jovens e melhorem a eficiência da aprendizagem sobre a importância de um coração saudável, ao mesmo tempo que pretende sensibilizar também as suas famílias.

O CCUL foi avaliado recentemente pela FCT, tendo tido a classificação de Muito Bom. Desta avaliação fez parte a entrega de um relatório de atividades dos últimos e dos próximos 5 anos de investigação pelo CCUL à FCT e a visita local de um júri internacional. Tendo sido o mérito do centro reconhecido nas palavras que lhe foram transmitidas, torna-se claro que é o momento certo para o CCUL prosseguir na sua investigação atraindo jovens investigadores de reconhecido valor, assim como fontes de financiamento, internacionais e nacionais, contribuindo para inovação e impacto global na área cardiovascular.