Mestrado Integrado em Medicina (MIM)
Objetivos

Formar Médicos, com sólida formação científica, competências práticas e atitude profissional, adquiridas através dum programa de ensino com os seguintes objetivos: 

- Educação e formação em Biociências fundamentais à compreensão dos mecanismos da Vida e da sua evolução; 

- Aprendizagem dos fundamentos científicos e desenvolvimento de competências na comunicação médico-doente, na perceção da dimensão pessoal, familiar e social da Doença e suas implicações; 

- Integração dos conhecimentos fundamentais para a resolução de problemas clínicos e reforço da dimensão científica da Medicina Clínica; 

- Aquisição de competências clínicas e treino na sua execução prática; 

- Compreensão dos fundamentos da Medicina contemporânea; 

- Desenvolvimento de autoaprendizagem e de responsabilização individual; 

- Conhecimento dos fundamentos da Bioética e da Ética em Medicina.

Estes objetivos são potenciados pela participação da FMUL no Centro Académico de Medicina de Lisboa (CAML), no âmbito de um modelo de organização integrada de ensino, investigação e prestação de serviços de saúde. 

Acreditação

Ciclo de estudos acreditado pela Agência de Avaliação e Acreditação do Ensino Superior (A3ES), com o código ACEF/1516/19497, com alterações registadas pela Direção-Geral do Ensino Superior com o n.º R/A-Ef 2014/2011/AL01, a 19 de setembro de 2018 e publicadas em Diário da República pelo Despacho n.º 9837/2018, de 19 de outubro.

Saídas Profissionais

A formação em Medicina permite saídas profissionais nas áreas:

- Medicina Clínica (hospitalar), Medicina Geral e Familiar, Saúde Publica, Medicina Legal, Medicina do Trabalho (após inscrição na Ordem do Médicos, realização do Internato Geral e do Internato da Especialidade)

- Investigação

- Ensino 

Propinas/ Valor da inscrição

871,52€ / ano(pagos na totalidade ou em 7 prestações)

PROPINAS E EMOLUMENTOS 

Ano Letivo
2019/20
Duração
6 anos (12 semestres)
Créditos
360 ECTS
Regime
Diurno
Grau

Licenciado em Estudos Básicos de Medicina (1.º ciclo) – Conferido após a conclusão dos três primeiros anos do Mestrado Integrado em Medicina (180 ECTS)
Mestre em Medicina (2.º ciclo) – Conferido após conclusão do Mestrado Integrado em Medicina (360 ECTS e aprovação em Trabalho Final do MIM)

Acesso 2019/2020

Características do par Instituição/Curso

Código: 1507/9813
Grau: Mestrado Integrado
Duração: 12 Semestres
ECTS: 360
Tipo de Ensino: Ensino Superior Público Universitário
Concurso: Nacional
 

Vagas: a definir

Pré-Requisitos

Tipo: Seleção
Grupo A - Comunicação interpessoal (Ausência de deficiência psíquica, sensorial ou motora que interfira gravemente com a capacidade funcional e de comunicação interpessoal a ponto de impedir a aprendizagem própria ou alheia). Minuta (Forma de Comprovação) PDF

Provas de Ingresso

02 Biologia e Geologia
07 Física e Química
19 Matemática A

Ver mais informação em DGES

 

 

Dados 18/19

Classificações Mínimas 

Prova de Ingresso 140, Nota de Candidatura: 160

Fórmula de Cálculo da Nota de Candidatura

50% da classificação final do ensino secundário, 50% das provas de ingresso

Vagas 

295

Nota de candidatura do último colocado

175,2

Regime de reingresso

ANO LETIVO 2018/2019

Prazos referentes ao Regime de Reingresso e sua Divulgação

Período de Candidaturas: 16 de julho a 17 de agosto de 2018

Edital (.pdf)  |  Lista de Candidatos Admitidos

Pré-requisito

Grupo A – Comunicação Interpessoal:
Ausência de deficiência psíquica, sensorial ou motora que interfira gravemente com a capacidade funcional e de comunicação interpessoal a ponto de impedir a aprendizagem própria ou alheia.

Forma de Comprovação – Declaração médica, sob a forma de resposta a um questionário, nos termos do regulamento publicado como anexo III à Deliberação nº 218/2018 de 26 de fevereiro, comprovando que satisfaz o pré-requisito a entregar no acto da matrícula e inscrição neste estabelecimento de ensino.

Minuta do Pré-Requisito Grupo A (.pdf)

Local de Entrega de Candidaturas: Serviços Técnico Administrativos, piso 3.

O Regime de Reingresso rege-se pela Portaria_nº 181-D/2015 de 19 de Junho.

  1. O que é o Reingresso?
    O Reingresso é o acto pelo qual um estudante, após uma interrupção dos estudos num par instituição/curso de ensino superior, se matricula na mesma instituição e se inscreve no mesmo curso ou em curso que lhe tenha sucedido.
  2. Quais as limitações quantitativas ao Reingresso?
    O regime de reingresso não está sujeito a limitações quantitativas.
  3. Quais as condições para requerer o Reingresso?
    Podem requerer o reingresso os estudantes que tenham estado matriculados e inscritos nesse par instituição/curso ou em par que o tenha antecedido;
    Não podem requerer o reingresso alunos que tenham estado inscritos nesse par instituição/curso no ano lectivo anterior àquele em que pretendem ingressar.Os estudantes cuja matrícula tenha caducado por força da aplicação do regime de prescrições a que se refere o nº 2 do Artº 5º da Lei nº 37/2003, de 22 de de Agosto (estabelece as bases do financiamento do ensino superior), alterada pela Lei nº 49/2005, de 30 de Agosto, só poderão candidatar-se ao reingresso dois semestres letivos após a data da prescrição.
     
  4. Como apresentar a candidatura?
    A candidatura consiste na indicação da faculdade e curso em que o candidato pretende matricular-se e inscrever-se. No mesmo ano lectivo cada estudante, ao requerer a aplicação do regime de reingresso, apenas o poderá fazer em relação a um único par faculdade/curso.
    A candidatura deverá ser apresentada pelo interessado ou pelo seu procurador mediante procuração para o efeito.O requerimento será entregue na Faculdade onde o candidato pretende matricular-se e inscrever-se.

Regime de mudança de par Instituição/Curso

ANO LETIVO 2019/2020

Não serão abertas vagas para o Regime de Mudança de Par Instituição/Curso (transferências e mudanças de curso).

Regime de Mudança de Par Instituição/Curso (transferências e mudanças de curso) processa-se com base na Portaria nº181-D/2015  de 19 de Junho, e exige a fixação prévia de vagas pelo Reitor da Universidade de Lisboa, sob proposta do Director da Faculdade de Medicina.